COMMUNITY POLICING: WHAT DOES THE MODEL IMPLEMENTED IN A CITY IN THE AGRESTE OF ALAGOAS REVEAL ABOUT PUBLIC SAFETY?

Djaíse Rodrigues Cabral, José Rodolfo Tenório Lima, Milka Alves Correia Barbosa, Lyzandra Marthyelly Cavalcante Silva

Abstract


The research addresses the community policing developed at the Brisa do Lago Police Base, located in the city of Arapiraca - Alagoas. Assuming that public safety is a responsibility of all (State and society), Community Policing emerges as a philosophy in which the population and the police work together to identify and seek solutions to solve community problems, with essentially preventive actions. The main objective of the study was to describe how community policing was developed by the Brisa do Lago Police Station in the period from 2012 to 2016. For this purpose, case study was adopted as a method and data was collected using an instrument for a field research which included the visits to the 3rd Military Police Battalion, to the Arapiraca City Hall and to the Brisa do Lago Set, as well as interviews with residents, police officers and community leaders who interacted directly and indirectly at the Base. As the results it was evidenced that the low effective to cover the entire area of the city of Arapiraca was determinant for the closure of the Base, as also the high turnover of police officers and the non-compliance with the guidelines established by the community policing model. Regarding community policing, it was possible to observe that its philosophy was not effectively implemented in that community, being essential a preparation of all the agents involved in this process.


Keywords


Community Policing; Public security; Community.

Full Text:

PDF (English)

References


AMORIM, C. S. de. O policiamento comunitário como alternativa de redução do crime e da violência no município de Arapiraca/AL. 21 f. Monografia - Academia de Polícia Militar Senador Arnon De Mello, Polícia Militar de Alagoas. 2015

BEATO FILHO, C. C. Políticas públicas de segurança e a questão policial. São Paulo em Perspectiva, [s.l.], v. 13, n. 4, p.13-27, dez. 1999

BEATO FILHO, C.; RIBEIRO, L. Discutindo a reforma das polícias no Brasil. Civitas - Revista de Ciências Sociais, [s.l.], v. 16, n. 4, p.174-204, 31 dez 2016.

BEATO, C.; MARINHO, K. R. L. Estratégia Organizacional de Policiamento Comunitário nas Cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Vitória. Brasília: SENASP/MJ. 2006

BOETTKE, Peter J.; LEMKE, Jayme S.; PALAGASHVILI, Liya. Re-evaluating community policing in a polycentric system. Journal Of Institutional Economics, [s.l.], v. 12, n. 02, p.305-325, 10 set. 2015. Cambridge University Press (CUP).

BRASIL, Constituição 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado. 1988

BRASIL, Presidência da República. Decreto nº 7.037, de 21 de dezembro de 2009. Disponível em: . Acesso em 25 de out de 2016.

BRASIL, Presidência da República. Lei nº 7.026 de 26 de Junho de 2015. Disponível em: . Acesso em 03 de set de 2016.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

CROWL, Justin N. The effect of community policing on fear and crime reduction, police legitimacy and job satisfaction: an empirical review of the evidence. Police Practice And Research, [s.l.], v. 18, n. 5, p.449-462, 14 mar. 2017. Informa UK Limited.

DEMIRKOL, Ismail Cenk; NALLA, Mahesh K. How does police culture shape officers’ support for community policing? Policing And Society, [s.l.], p.1-14, 3 dez. 2017. Informa UK Limited.

GIDDENS, A. Sociologia. – 4. ed. – Porto Alegre: Artmed. 2005.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa / Antonio Carlos Gil. – 5. ed. – São Paulo: Atlas. 2010.

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Nota Técnica Atlas da Violência 2016 – Ipea e FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública) nº 17, por Daniel Cerqueira, Helder Ferreira, Renato Sergio de Lima, Samira Bueno, Olaya Hanashiro, Filipe Batista e Patricia Nicolato – Brasília, março de 2016. Disponível em: . Acesso em: 25 de fev de 2017.

LAKATOS, E.M., MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas. 2003

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de Pesquisa: Planejamento e execução de pesquisas, amostras e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas. 2015

MENDONÇA, R. F. e SANTOS, D. B. A Cooperação na Deliberação Pública: Um Estudo de Caso sobre o Referendo da Proibição da Comercialização de Armas de Fogo no Brasil. / Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 52, n. 2, p. 507 a 542. 2009

MESQUITA NETO, P. de. Policiamento comunitário e prevenção do crime: a visão dos coronéis da Polícia Militar. São Paulo em Perspectiva, [s.l.], v. 18, n. 1, p.103-110. 2004

NEV/USP - NÚCLEO DE ESTUDOS DA VIOLÊNCIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Manual de Policiamento Comunitário: Polícia e Comunidade na Construção da Segurança. 2009 Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2017.

RIBEIRO, Ludmila. O nascimento da polícia moderna: uma análise dos programas de policiamento comunitário implementados na cidade do Rio de Janeiro (1983-2012). Análise Social, Lisboa, v. 49, n. 211, p.272-309, abr./jun. 2014.

SANTOS, J. V. T. dos et al. Programa de Polícia Comunitária no Brasil: avaliação de propostas de políticas públicas de segurança. 2013 Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2017.

SECCHI, L. Políticas Públicas: conceitos, esquemas de análise, casos práticos / Leonardo Secchi. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning. 2013

SENASP - SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA Curso Nacional de Promotor de Polícia Comunitária / Grupo de Trabalho, Portaria SENASP nº 002/2007 – Brasília – DF: Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP. 2007

SENTO-SÉ, João Trajano et al. Os conselhos comunitários de segurança pública: dinâmicas e avanços de uma política pública no rio de janeiro / The Community Advice for Public Safety. Geo Uerj, [s.l.], n. 31, p.151-176, 30 dez. 2017

SOARES, L. E. A política nacional de segurança pública: histórico, dilemas e perspectivas. Por Luiz Eduardo Soares. Estudos Avançados 21 (61). 2007 Disponível em: . Acesso em: 07 de mar de 2015.

SOARES, L. E. “Segurança Municipal no Brasil – Sugestões para uma Agenda Mínima”. In João Trajano Sento-Sé (org.). Prevenção da Violência: o papel das cidades. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 2005

SOUZA NETO, C. P. de. A segurança pública na Constituição Federal de 1988: conceituação constitucionalmente adequada, competências federativas e órgãos de execução das políticas. Atualidades jurídicas, Brasília, n. 1, mar./abr., p. 47–48. 2008

STEIN, Rachel E.; GRIFFITH, Candace. Resident and Police Perceptions of the Neighborhood. Criminal Justice Policy Review, [s.l.], v. 28, n. 2, p.139-154, 25 jul. 2016. SAGE Publications.

VIERA, M. M. F. Por uma boa pesquisa (qualitativa) em administração. In: VIERA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. (Org.). Pesquisa Qualitativa em Administração. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006. p. 13-28.

WAISELFISZ, J. J. Mapa da violência 2016: homicídios por arma de fogo. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2017.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman. 2010




DOI: https://doi.org/10.32358/rpd.2018.v4.291

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2018 Revista Produção e Desenvolvimento

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.