DOSSIÊ

Construção das cidades: a literatura como fonte investigativa e como instigação ao debate

O convite a esse dossiê busca reduzir um possível vazio investigativo por parte daqueles que pensam o espaço urbano: entender a cidade – brasileira e latino-americana – sua construção, seu uso e sua apropriação por meio da literatura. Algumas cidades e alguns autores já foram contemplados, priorizando-se, ora, o “dito pelo autor”, ora, o “dito pela cidade”. Rio de Janeiro e Machado de Assis, Curitiba e Dalton Trevisan, São Paulo e Guilherme de Almeida, Salvador e Jorge Amado, dentre outros, anunciam uma rica lista de estudos já realizados e provocam o interesse para que outros sejam feitos ou atualizados à luz de nossa cidade contemporânea.

Literaturas mais recentes, como a de Maria Carolina de Jesus e de Conceição Evaristo, oferecem um material cativante para atualizar esses estudos, dirigindo a atenção não mais para uma cidade homogênea ou para suas áreas centrais, mas sobretudo para as grandes áreas periféricas.

Sem dúvida, não se propõe o uso da literatura como fonte capaz de substituir práticas metodológicas e indicadores já tradicionais do campo dos estudos urbanos; a literatura aqui é vista como uma fonte complementar, mas também única no provimento de uma determinada perspectiva, aquela da história cultural urbana. A veracidade, ou não, se ficcional ou real, daquilo descrito pela narrativa literária não desacredita ou valida essa fonte; ao contrário, contribui contundentemente a evidenciar fatos e a aportar temas para o debate.

A literatura contemporânea, eminentemente urbana, une-se a outros discursos culturais, e permite leituras múltiplas e diversificadas sobre a cidade. A este dossiê interessa uma compreensão da cidade que vai além de um mero cenário, mas que se torna uma protagonista narrativa. A partir de um enfrentamento de textos literários e sua relação com a realidade, busca-se pensar o espelhamento histórico nas relações diretas entre conjuntura político-social e literatura.

Este dossiê para a revista Produção e Desenvolvimento, do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Nova Iguaçu, RJ), prioriza possíveis descrições literárias para se entender a habitação, as infraestruturas, os serviços, as políticas e as práticas de planejamento em cidades prioritariamente brasileiras e latino-americanas. O convite é para artigos escritos a partir de estudos de caso específicos ou gerais, de discussões metodológicas, de interesses de revisão histórica ou de aportes conceituais sobre a ferramenta interdisciplinar aqui em questão.

Considerando o perfil da revista, contributivo ao desenvolvimento urbano e seus sistemas produtivos, o presente dossiê priorizará leituras sobre aquilo que “concretiza” e é “concretizado por” relações sociais, políticas e econômicas: a cidade concreta, com seu capital traduzido em obras urbanas, de serviços e de infraestruturas públicas e privadas. Temos certeza que para responder a essa chamada, as fontes são abundantes, que o propósito contribui para a redução dos mencionados vazios investigativos, que há uma grande demanda para esse conteúdo científico, e que atendê-la é uma empreitada prazerosa. Todos/as estão convidados/as a responder a essa chamada!

Template: https://www.dropbox.com/s/w6z07wbs23ng2yx/template%20rpd_venglish.doc?dl=0

Para o envio: Submissions | Revista Produção e Desenvolvimento (cefet-rj.br)

Início da chamada: 22 de março de 2021

Prazo para envio de trabalhos: 21 de julho de 2021

Clovis Ultramari e Manoela Massuchetto Jazar.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Gestão Urbana