Estudo de operações city logistics para aumento da competitividade em uma empresa de aparelhos auditivos na cidade de Campinas-SP

David Costa Monteiro, Fábio Ytoshi Shibao, Noel Ferreira de Souza

Resumo


Discute-se no presente artigo as possibilidades de operação logística viabilizada a partir das necessidades e das ideias patrocinadas por uma empresa que comercializa aparelhos auditivos na cidade de Campinas, no interior paulista, que para enfrentar os sérios problemas logísticos de distribuição de aparelhos auditivos nessa cidade, precisou inovar no campo da distribuição de seus produtos. Contextualiza-se que a logística muitas vezes é algo intuitivo, o que, na prática, costuma levar o gestor justamente ao estudo da temática, merecedora sempre de ratificação e permanente estudo. Objetivou-se rever questões centrais da logística, especificamente objetivando-se expor como a disciplina de fato auxiliou determinada organização a resolver problema concreto de distribuição de seus produtos. O percurso metodológico passa por revisão de literatura e estudo de caso, justificando-se a pesquisa pelo seu elevado valor prático. Os resultados obtidos apontam a validade da solução adotada por determinada empresa, esta constante de dirigir-se até onde o cliente estava por intermédio de vendedores especializados, apresentando a medida a recuperação e um aumento significativo da clientela da companhia estudada.


Palavras-chave


logística; City Logistics; aparelho de amplificação sonora individual; vantagem competitiva; Campinas.

Referências


BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J.; COOPER, M.; ANDERSEN, L. K. B. Supply Chain Logistics Management. 2. ed. Nova York: McGraw-Hill, 2011.

CANO, W.; BRANDÃO, C. A. A Região Metropolitana de Campinas. v. 2. Campinas: Unicamp, 2002.

CARVALHO, M. S. Proposta de Aplicação de um Framework para o Gerenciamento Estratégico de uma Empresa Social. Revista Inovação, Projetos e Tecnologias, v. 4, n. 1, p. 34-49, 2016.

CHRISTOPHER, M. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos: criando redes que agregam valor. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

COSTA, A. M.; AERE, C. L.; GUARIENTO, M. E. Autorrelato de quedas e fatores associados em idosos assistidos na atenção primária no município de Campinas, SP. Revista de Atenção à Saúde (antiga Rev. Bras. Ciên. Saúde), v. 12, n. 42, p. 29-35, 2014.

CRUZ, M. S. et al. Uso de aparelho de amplificação sonora individual por idosos: estudo SABE-saúde, bem-estar e envelhecimento. Audiology-Communication Research, v. 18, n. 2, p. 133-142, 2013.

FERRI, G. L.; CHAVES, G. L. D.; RIBEIRO, G. M. Análise e localização de centros de armazenamento e triagem de resíduos sólidos urbanos para a rede de logística reversa: um estudo de caso no município de São Mateus, ES. ES. Prod., São Paulo, v. 25, n. 1, p. 27-42, 2015.

FIALHO, I. M.; BORTOLI, D.; MENDONÇA, G. G.; PAGNOSIM, D. F.; SCHOLZE, A. S. Percepção de idosos sobre o uso de AASI concedido pelo Sistema Único de Saúde. Revista CEFAC, v. 11, n. 2, p. 338-344, 2009.

FONT, T. G. Terminais de transporte público e o surgimento de novas centralidades de Campinas. Dissertação (Mestrado em Urbanismo). Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologias. Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2016.

FIGUEIREDO, R.; LAMOUNIER, B. As Cidades Que Dão Certo. 5. ed. Brasília: Mh Comunicação, 1997.

GATEHOUSE, S.; NAYLOR, G.; ELBERLING, C. Linear and non-linear hearing aid fittings-2. Patterns of candidature. Int Audiol, v. 45, n. 3, p. 153-171, 2006.

GATES, G. A.; MURPHY, M.; REES, T. S.; FRAHER, A. Screening for handicapping hearing loss in the elderly. Journal of Family Practice, v. 52, n. 1, p. 56-62, 2003.

GONZALEZ-FELIU; J. BASCK, P.; MORGANTI, E. Urban logistics solutions and financing mechanisms: a scenario assessment analysis. European Transport Transporti Europei, v. 11, n. 54, p.1-16, 2013.

GUNASEKARAN, A.; PATEL, C.; TIRTIROGLU, E. Performance measures and metrics in a supply chain environment. International Journal of Operations & Production Management, v. 21, n. 1/2, p. 71-87, 2001.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Rio de Janeiro: IBGE, 2016.

JARDIM, D. S.; MACIEL, F. J.; LEMOS, S. M. A. Perfil epidemiológico de uma população com deficiência auditiva. Revista CEFAC, v. 18 n. 3, p. 746-757, 2016.

KOTLER, P. Marketing para o século XXI: como criar, conquistar e dominar mercados. São Paulo: Futura, 1999.

LEITE, C. Cidades Sustentáveis, Cidades Inteligentes. Porto Alegre: Bookman, 2012.

LEONG, C. M. L et al. The Emergence of Self-Organizing E-Commerce Ecosystems in Remote Villages of China: A Tale of Digital Empowerment for Rural Development. Mis Quarterly, v. 40, n. 2, p. 475-484, 2016.

LIMA, C. C.; MAGRO, E. F. D.; ANDRADE, L. M. N.; QUINTINO, S. M. Empreender na Gestão Agropecuária da Amazônia: o Caso das Agroindústrias Familiares em Rondônia. Revista Metropolitana de Sustentabilidade, v. 5, n. 2, p. 49-74, 2015.

LOPES, A. M. P.; CHERIONI, R. C. P. F.; DOURADO, C. A. Marketing para a Classe C: Um novo perfil para consumidoras de vestuários em Franca. Fórum de Administração, v. 5, n. 2, p. 27-38, 2014.

LUPSAKKO, T. A.; KAUTIAINEN, H. J.; SULKAVA, R. The non use of hearing aids in people aged 75 years and over in the city of Kuopio in Finland. Eur Arch Otorhinolaryngol, v. 262, n. 3, p. 165-169, 2005.

MARTINS, V. Cidade-laboratório: Campinas e a febre amarela na aurora republicana. História, Ciências, Saúde, v. 22, n. 2, abr./jun. p. 507-524, 2015.

MIYATA, H.; SUZUKI, J. C. Venda Direta na Região Metropolitana de São Paulo: precarização do trabalho e reprodução ampliada do capital. Meridiano - Revista de Geografia, v. 2, n. 2, p. 159-180, 2013.

MONTEIRO, D. C. et al. Solução para Queda de Vendas em uma Empresa Paulistana de Pequeno Porte no Ramo de Aparelhos Auditivos. Revista Inovação, Projetos e Tecnologias, v. 4, n. 2, p. 252-264, 2016.

NOVAES, M. Suprimentos em Logística. São Paulo: Ed. Independência, 2007.

NUZZOLO, A.; COMI, A. Direct effects of city logistics measures and urban freight demand models. In: Jesus Gonzalez-Feliu, Frederic Semet, Jean-Louis Routhier (Eds.) Sustainable urban logistics: concepts, methods and information systems, EcoProduction. Berlin Heidelberg: Springer-Verlag, 2014, p. 211-226.

OKOLI, C.; SCHABRAM, K. A guide to conducting a systematic literature review of information systems research. Sprouts Work. Pap. Inf. Syst, v. 10, n. 26, p. 1-51, 2010.

OLIVEIRA, L. K; OLIVEIRA, R. S; HENRIQUES, R. S; DENAIS, M. Análise dos benéficos de um espaço logístico na distribuição urbana de mercadorias. Revista Produção Online, v. 16, n. 3, p. 988-1006, 2016.

PANHAN, A. M.; MENDES, L. S.; BREDA, G. D. Construindo Cidades Inteligentes. Santos: Editora APPRIS, 2016.

PMC. Prefeitura Municipal de Campinas. Anuário Estatístico de Campinas. Campinas: PMC, 2014.

POJANI, D.; STEAD, D. Sustainable urban transport in the developing world: beyond megacities. Sustainability, v. 7, n. 6, p. 7784-7805, 2015.

RAUTA, J.; FAGUNDES, J. R.; SEHNEM, S. Gestão Ambiental a Partir da Produção Biodinâmica: Uma Alternativa a Sustentabilidade em Uma Vinícola Catarinense. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 3, n. 3, p. 135-154, 2014.

RAZZOLINI, E. F. Logística - evolução na administração - desempenho e flexibilidade. Curitiba: Juruá, 2013.

SOUZA, G. A. Produção do espaço e mobilidade urbana: na contramão da sustentabilidade. Revista Produção e Desenvolvimento, v. 1, n. 3, p. 42-51, 2015.

TADEU, H. F. B. Logística Aeroportuária Análises Setoriais e o Modelo de Cidades Aerop. Guarulhos: Cengage Learning, 2011.

TANIGUCHI, E.; THOMPSON, R. G.; YAMADA, T.; VAN DUIN, J. H. R. City Logistics: Network Modeling and Intelligent Transport Systems. London: Ed. Pergamon. 2001.

WITKOWSKIA, J.; KIBA-JANIAK, M. The role of local Governments in the development of city logistics. Procedia-Social and Behavioral Sciences, v. 125, p. 373-385, 2014.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2446-9580